Seja bem vindo, boa leitura, será um prazer teu comentário.
Ataíde Lemos
Palavras, uma viagem pelos sentimentos.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


               Reflexão da Palavra de Deus e de Jesus. 

     Refletindo a palavra de Deus para nós hoje,  na primeira leitura podemos observar que a palavra de Amós acaba trazendo incomodo aquele povo que vivia de forma errada. Muitos acreditavam que Amós era um vidente, um mago e assim, temiam por ele. Suas palavras eram fel para aquele povo. Então, Amós diz que é apenas alguém que Deus escolheu tirando do pastoreio para anunciar e profetizar, pedir para aquele povo a conversão e denunciar os erros que vinham cometendo. 

     Trazendo para os dias de hoje, também podemos ver que Deus muitas vezes revela suas palavras a tantos para que mudem de vida, para que reflitam suas atitudes diante seus erros. Deus está sempre disposto a nos orientar através de tantos acontecimentos em nossa vida no dia a dia. Sempre por meio de pessoas do nosso meio procura também trazer palavras de mudança e de conversão. 

     O salmo vem dar continuidade a primeira leitura nos pedindo que escutemos o Senhor, Ele vem trazer palavras de paz, de sabedoria. E aquele que tem o coração sensível se volta para Ele. 

     Deus é fidelidade, é amor, é bondade e todo aquele que escuta Sua voz, procura fazer com que a vontade de Deus aconteça e se volta para o Senhor se torna  também detentor da graça, do amor e da misericórdia promovendo paz e justiça. 

     Mesmo que possamos passar por tribulações a Palavra de Deus é promessa, e assim ela pode fazer com que nossa vida mesmo com dificuldades seja repleta de paz e transbordante de alegria. 

     A palavra do salmo nos promete que a fidelidade para a Palavra de Deus faz que se produza em nós frutos e  justiça e que, sempre caminha ao lado daquele que ouve e segue as palavras de Deus. 

     A leitura de Paulo inicia louvando a Deus que deste o sempre já nos escolheu para participar do Reino da Gloria. A nossa vocação é a de santidade. E em Jesus todos somos convidados e confirmados como filhos de Deus, basta que aceitamos como nosso Salvador e Redentor. 

     Pela sua morte; pelo seu sangue somos redimidos e lavados de todos os pecados. Em Jesus fomos escolhidos e predestinados a salvação. Jesus é o penhor da nossa herança, isto significa dizer que Jesus é aquele que garante, e avaliza ao Pai cada um de nós. 

     Seriamos capazes de avalizar uma nota promissória sem um valor definido a qualquer pessoa? Pois bem, é isso que Jesus nos proporcionou, ser avalista nosso ao Pai. Esta é nossa garantia da Salvação. 

     Estas palavras são profundas e que devem ser refletidas de forma plena, quem é Jesus? Jesus é aquele que salva, que nos garante a vida eterna, e não apenas um homem como qualquer outro líder mundial que fez história. Devemos sempre estar atentos a isto, respeitando seu nome e acreditando, vivendo profundamente suas palavras e seus ensinamentos. 

     No evangelho Marcos nos mostra a missão de Jesus que estende a todos seus discípulos e cada um de nós, anunciá-lo. Anunciar o que? Anunciar o que acabamos de ler e refletir quem é Jesus. 

     Nos pede que vamos de um a um, entremos nas casas, não tenhamos medo e anunciamos a Boa Nova, a Palavra que salva e que liberta. Que anunciamos ao mundo hoje quem é Jesus, o Verbo Encarnado que está presente no meio de nós. Jesus pede que anunciamos que Ele é o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Pede que anunciamos que O Reino de Deus é aqui e agora, pois Jesus está no meio de nós. 

     Meus queridos irmãos se hoje vivemos um mundo tão violento, tão cheio de pecado como a corrupção, como tantas e tantas doenças, como a exclusão social, isto se deve porque este Jesus, este Deus que está no meio de nós ainda não é conhecido, infelizmente até por nós mesmos. 

     Muitas vezes somos bons e rápidos no falar, mas lendo no entender e agir. Ainda vivemos nossa fé de maneira pessoal e informal, talvez porque ainda não tomamos posse de maneira plena deste Deus Conosco. Não tomamos posse ainda do Reino de Deus, e assim, não somos suficientes maduros, corajosos para sair pregando e anunciando Jesus.
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 15/07/2006
Alterado em 16/07/2006


Comentários