Seja bem vindo, boa leitura, será um prazer teu comentário.
Ataíde Lemos
Palavras, uma viagem pelos sentimentos.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


                              Amar a Deus Sobre Todas as Coisas

           Certa vez Jesus foi questionado por um jovem de qual seria o maior dos mandamentos da Lei de Deus. Então, Jesus respondeu dizendo: “Amarás o Teu Deus de todo coração, de todo entendimento e teu próximo como a Ti mesmo”.
           Desta maneira Jesus resumiu a espiritualidade daquele que quer caminhar com ele sendo seu discípulo. Ele revela o que seu Pai espera de cada um de seus filhos.
           Pois bem, aqui entra onde este meu texto quer refletir.
           É comum vermos pessoas dizerem que promover à justiça, o amor, a caridade é estar fazendo a vontade de Deus, ou que é isso que Ele quer de nós. Criamos a idéia que agindo assim voltados exclusivamente para o próximo já estamos kits com Deus.
           É importante entendermos que amar o irmão, praticar a filantropia, ser uma pessoa que procure viver a justiça não significa dizer que colocou Deus em primeiro lugar na vida. Há muitos que fazem tudo isto, e na verdade, são ateus não aceitando em hipótese algum a existência de Deus. Outros têm espiritualidades que desfiguram totalmente o Deus o qual nos foi apresentado.
            Porem, quando na verdade seguimos o pensamento de Jesus e colocamos Deus acima do próximo, o amamos sobre todas as coisas e de todo nosso entendimento, certamente, somos movidos viver o segundo seu mandamento, isto é, promovendo o amor, a justiça, a caridade, pois este compromisso está ligado ao amor a Deus e não exclusivamente ao próximo.
          Temos que procurar viver estes mandamentos de maneira correta, eliminando muitas vezes desculpas por não viver nossa espiritualidade comprometido com uma religiosidade ou mesmo com a comunidade de Fé.

    Deus deve ser glorificado, não que necessite, mas  para que muitos que sofrem ou que estão perdidos em suas vidas possam descobrir que Nele é que encontra o refugio e saibam que se fazemos algo de bom não é exclusivamente por nós, mas sim Ele em nós, e assim Deus é anunciado para muitos que vivem o materialismo, o imediatismo e não O conhece.       
           Nossa atitude de anunciadores, de vivencia na espiritualidade devem ser testemunhadas de palavras mesmas que espaçadas fazendo referencia a Deus e nossa Fé e amor por Ele, principalmente, quando desenvolvemos atividades de justiça, de filantropia, de caridade e amor ao próximo para que as pessoas percebam que nosso amor, nosso empenho não vem de nós, mas do amor de Deus que move em nós a pratica da caridade e as pessoas possam também o Amá-lo e assim nos diminuímos para que Ele apareça. 
O amor á Deus, deve estar sempre na frente de qualquer expressão seja de amor ao próximo ou a mim mesmo.

Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 01/02/2006
Alterado em 17/09/2009


Comentários